Buscar
  • ADRIANO TITO AMORIM ALMEIDA

O dólar vai cair logo após a reforma da previdência?


Tenho uma viagem marcada para os próximos meses, e estou em dúvida se compro a moeda agora ou se aguardo a reforma da previdência. O que devo fazer?




Para iniciar o assunto, voltamos a dizer que não é competência de uma instituição financeira especular sobre o futuro dos mercados ou tendência de preços de moeda.


Se alguém lhe afirmar que a moeda irá subir ou cair em determinada ocasião, ele está mentindo, até porque a cotação de moeda estrangeira nos mercados financeiros depende da livre oferta e demanda, que somente é apurada em tempo real com base nas compras e vendas de moeda vivenciadas naquele determinado momento.


- Mas então, ficarei sem resposta? Não existe nada que possa me embasar a formar minha opinião?


Sim, podemos conversar sobre o assunto! Pra começar, podemos inferir que a aprovação de uma boa reforma na previdência, que melhore o ambiente fiscal do país e suavize as despesas públicas com gastos previdenciários, pode causar um bom impacto nos mercados financeiros.


Esse impacto pode acontecer com a percepção que a economia nacional está organizada, visto que uma boa gestão dos recursos públicos traz mais confiança aos investidores, que passam a acreditar mais na solidez do mercado financeiro nacional para aplicar seus recursos.


- Então, o preço da moeda com a aprovação da reforma irá cair assim que a reforma for aprovada, correto?


Nem sempre. Como já explicamos, o valor das moedas estrangeiras nos mercados financeiros se dá em tempo real com base na oferta e demanda, e diversos outros fatores, inclusive externos, podem também influenciar nos preços das moedas.


Além disso, os alguns especuladores dos mercados são treinados para farejar a expectativa das pessoas em determinados momentos, e apostar em sentido oposto, de forma a lucrar nestes momentos.


Podemos falar um pouco de história. Sem adentrar no mérito de questões políticas (a Red Gold não tem posição política), há algum tempo, ouvia-se uma enorme expectativa dos clientes que a moeda fosse cair logo após o momento em que acontecesse o impeachment da então Presidente da República.


Muitos clientes seguraram a compra de moeda para viajar naquele momento, esperando o momento do impeachment, certos de que ocorreria a queda. Um dia após o impeachment, eis o ocorrido:


http://g1.globo.com/economia/mercados/noticia/2016/09/cotacao-do-dolar-010916.html


Passando a história um pouco à frente, muitos clientes que iriam viajar também seguraram suas compras de moeda, esperando a prisão de um ex presidente, garantindo que a moeda ia cair. No dia após a queda, eis a manchete dos jornais:


https://economia.uol.com.br/cotacoes/noticias/redacao/2018/04/09/dolar-bolsa-fechamento.htm


Podemos citar outros clientes que garantiam que a moeda iria cair logo que o atual presidente fosse eleito, vejamos a manchete dos jornais no dia seguinte:


https://oglobo.globo.com/economia/apos-vitoria-de-bolsonaro-bolsa-cai-dolar-sobe-139-r-3706-23195132


Ainda recentemente, muitos garantiam que a moeda ia despencar quando a operação lava jato atingisse outro ex presidente. No dia seguinte, segue a notícia:


https://exame.abril.com.br/mercados/apos-prisao-de-temer-ibovespa-cai-mais-de-1-e-dolar-sobe/


Tivemos o cuidado de citar eventos de todos os segmentos políticos, e notícias obtidas de portais diferentes. Temos o cuidado de sermos imparciais, pois nosso objetivo não é tecer nenhum tipo de julgamento político.


O que queremos demonstrar é que o mercado funciona com base na livre oferta e demanda, e não com base em inferências e paixões pessoais.


Enquanto todos estão segurando a compra da moeda, a tendência do preço é cair. Quando todos resolvem comprar, a tendência é subir.


Portanto, aqueles que garantem que a moeda irá cair assim que a reforma da previdência for aprovada, podem estar enganados. A demanda das pessoas que represaram suas compras aguardando aquele momento pode fazer o mercado se comportar em sentido diametralmente oposto, de alta.


- Então você está afirmando que a moeda irá subir quando a reforma da previdência for aprovada?


Não! Novamente falando, não cabe a nós afirmar que a moeda irá subir ou cair, e certamente uma reforma da previdência bem feita trará melhorias ao ambiente econômico.


Porém, a mensagem que deixamos é que os mercados não se comportam de forma previsível, e existem diversos outros fatores que influenciam no preço da moeda, além da reforma em si, como: oferta e demanda, cenário externo, especuladores e arbitradores dos mercados, etc.


Portanto, muito cuidado ao ouvir pessoas que garantem que a cotação da moeda estrangeira irá subir ou cair em determinado momento histórico. Estas pessoas simplesmente estão divagando, pois os mercados são imprevisíveis.


Para acompanhar as cotações das moedas estrangeiras diariamente, A Red Gold presta um serviço de envio de cotações via Whatsapp. Para se cadastrar, basta clicar no botão abaixo:




0 visualização

© 2019 Red Gold Brasília

  • Facebook Social Icon